Rio de janeiro
Agenda Inovação Setembro -   Outubro    -     Novembro   Avançar Voltar 2017 -   2018 Avançar
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
Apoio Financeiro e Editais

Notícias

Nova consulta pública vai identificar empresas e ICTs que ofertam IoT

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) lançou, nesta terça-feira (6), uma nova consulta para subsidiar o Plano Nacional de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês), em construção pelo governo federal. As contribuições, que podem ser enviadas até 16 de junho, serão usadas na elaboração de um mapa de empresas e instituições científicas e tecnológicas (ICTs) que ofertam tecnologias, produtos, serviços e soluções de IoT no Brasil.

 

As empresas interessadas em participar da pesquisa deverão fornecer informações como a quantidade de empregados, os produtos criados, a qual setor as aplicações são destinadas, entre outras. Já as ICTs deverão abastecer a base de dados com as suas competências em tecnologias aplicáveis a IoT, o número de projetos realizados e a quantidade de pesquisadores envolvidos em atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D).

 

"Nosso objetivo é construir um atlas da Internet das Coisas no Brasil, identificando tudo que já vem sendo realizado neste campo e, consequentemente, o que ainda precisa ser feito. Além disso, essa ferramenta vai facilitar muito o intercâmbio de informações e a formação de parcerias entre as empresas e as ICTs, o que será essencial para o desenvolvimento do setor", afirmou o secretário de Política de Informática do MCTIC, Maximiliano Martinhão.

 

O ministério já fez outras duas consultas públicas para colher sugestões para o Plano Nacional de Internet das Coisas e também está ouvindo investidores e pesquisadores internacionais sobre o assunto. A previsão é que o plano fique pronto em setembro, depois da conclusão de um estudo contratado pelo governo em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que irá propor ações concretas para o setor.

 

O estudo inclui três fases: diagnóstico e aspiração do Brasil em IoT; definição dos setores prioritários da economia brasileira para receber investimentos necessários para o desenvolvimento de IoT; e formulação de ações voltadas para acelerar a implantação do mercado de IoT no país.

 

 

 

(Fonte: Agência ABIPTI – 07/06/2017)

Destaques

Livro Branco da Inovação Tecnológica

Inova Talentos

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE