Rio de janeiro
Agenda Inovação Agosto -   Setembro    -     Outubro   Avançar Voltar 2017 -   2018 Avançar
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
Fármacos e Medicamentos

Notícias

Ministério da Saúde adquire 12 milhões de doses para reforçar vacinação

O Ministério da Saúde adquiriu cerca de 12 milhões de doses da vacina para febre amarela para entregas que iniciam imediatamente e seguem até o fim de março. O quantitativo vai reforçar o estoque estratégico da pasta e atender a demanda do país. Deste total, 8,46 milhões foram produzidas por Fiocruz/BioManguinhos (subordinada ao Ministério) e outras 3,5 milhões serão enviadas pelo Grupo de Coordenação Internacional (GCI).

 

Para garantir o estoque estratégico no país, o Ministério da Saúde solicitou à GCI doses extras da vacina. Já foi autorizada a liberação de 3,5 milhões de doses que serão destinadas às áreas priorizadas. As doses serão transportadas por meio aéreo da França até a Central Nacional de Armazenamento e Distribuição de Insumos (Cenadi), localizada no Rio de Janeiro. O CGI é composto por quatro agências: Organização Mundial da Saúde (OMS), Federação Internacional da Cruz Vermelha e Sociedades do Crescente Vermelho (IFRC), Médicos Sem Fronteiras (MSF) e Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), com secretariado da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS).

 

Já na produção nacional, a Fiocruz/BioManguinhos mantém uma produção de 6 milhões de doses por mês, cerca de 1,5 milhões de doses a mais do que a rotina. Com um novo aumento da demanda, foi estabelecido que o  volume a ser produzido passará a 9 milhões de doses mensais. Ou seja, um novo aumento de 50% na produção toda das unidades da fundação.

 

Somente em 2017, já foram enviadas 16,15 milhões de doses extras aos estados que registram casos de febre amarela, pra intensificar a imunização e evitar a transmissão da doença. Foram 7,5 milhões para Minas Gerais; 3,25 milhões para São Paulo; 3,45 milhões para o Espírito Santo; 1,05 milhão para o Rio de Janeiro e 900 mil para a Bahia.

 

Devido ao surto atual registrado em algumas regiões de mata, principalmente na região sudeste, o Ministério da Saúde elabora um plano estratégico para garantir a aquisição de 70 milhões de doses da vacina junto à BioManguinhos, garantindo o abastecimento durante todo o ano. Após a interrupção da transmissão nas regiões afetadas, a pasta vai revisar a área de recomendação de vacinação, bem como a mudança do calendário Nacional de Vacinação.

 

RIO DE JANEIRO – Ao longo de 2017, a população de todo o estado do Rio de Janeiro será vacinada para febre amarela, de forma escalonada. Na primeira etapa, 55 municípios cariocas irão realizar a vacinação. Para auxiliar na intensificação da imunização, foram enviadas nesta quinta-feira (16) ao estado mais um milhão de doses.

 

Nos próximos dias, outra remessa de um milhão de unidades da vacina será enviada ao Rio de Janeiro. O estado, em articulação com o Ministério da Saúde, será responsável pela organização do fluxo de vacinação e definição do cronograma dos demais municípios do estado. É importante ressaltar que as pessoas que não vivem ou não irão viajar para as cidades prioritárias, não devem buscar a vacina neste momento. A estratégia visa garantir o abastecimento e a vacinação da população que reside ou viaja para as áreas de risco.

 

VACINAÇÃO – A vacinação de rotina para febre amarela é ofertada em 19 estados (Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Maranhão, Piauí, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina) com recomendação para imunização. Vale destacar que na Bahia, Piauí, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a vacinação não ocorre em todos os municípios. Além das áreas com recomendação, neste momento, também está sendo vacinada de forma escalonada a população do Rio de Janeiro e Espírito Santo. Todas as pessoas que vivem nesses locais devem tomar duas doses da vacina ao longo da vida.

 

 

 

(Fonte: Ministério da Saúde – 17/03/2017)

Destaques

10º ENIFarMed

Livro Branco da Inovação Tecnológica

Inova Talentos

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE