PROTEC

Rio de janeiro
Agenda Inovação Agosto -   Setembro    -     Outubro   Avançar Voltar 2018 -   2019 Avançar
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
Políticas Públicas e Economia

Notícias - Políticas Públicas e Economia

Superávit da balança comercial cai US$ 6,1 bilhões em um ano

A balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 914 milhões nas duas primeiras semanas de junho, resultado de US$ 4,849 bilhões em exportações e US$ 3,935 bilhões em importações. No acumulado do ano, houve um saldo positivo de US$ 25,088 bilhões, valor inferior ao contabilizado no mesmo período de 2017, quando as vendas externas superaram as compras no exterior em US$ 31,247 bilhões. Ou seja, houve uma queda de US$ 6,159 bilhões no período de um ano.

 

No mês, a média diária exportada, de US$ 808,2 milhões, caiu 14,2% em relação a junho de 2017, devido, principalmente, à queda nas vendas de semimanufaturados e produtos básicos. As maiores reduções ocorreram nos embarques de açúcar em bruto, ouro, celulose, petróleo em bruto, carnes bovina e de frango, farelo de soja e minério de ferro.

 

Já os produtos manufaturados tiveram um aumento de 4,5% nas exportações. Destacaram-se óxidos e hidróxidos de alumínio, reboques, semi-reboques e partes, máquinas e aparelhos de terraplanagem, tubos flexíveis de ferro/aço e obras de mármore e granito..

 

Nas importações, a média diária , de US$ 655,8 milhões, ficou 9,3% acima da média de junho do ano passado. Nesse comparativo, aumentaram os gastos, principalmente, com químicos orgânicos e inorgânicos (46,7%), farmacêuticos (45,0%), equipamentos eletroeletrônicos (25,7%), automóveis e partes (24,5%) e equipamentos mecânicos (14,2%).

 

 

 

(Fonte: O Globo – 11/06/2018)

Destaques

Livro Branco da Inovação Tecnológica

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE