Rio de janeiro
Agenda Inovação Junho -   Julho    -     Agosto   Avançar Voltar 2019 -   2020 Avançar
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
SENAI

Notícias

Finep lança linha de crédito para financiar tecnologia 4.0 em pequenas e médias empresas

Para democratizar a implementação de tecnologias 4.0, como IoT e computação em nuvem, em indústrias de pequeno e médio porte, a empresa pública brasileira de fomento à ciência, tecnologia e inovação do Governo Federal - Finep lançou nesta terça-feira (11), durante o Congresso de Inovação da Indústria, em São Paulo, uma nova linha de crédito voltada especificamente para essas categorias. Ao todo, serão desembolsados R$ 200 milhões, em dois anos, a empresas de todo o País que estejam interessadas em digitalizar suas linhas de produção.

 

Com carência de 24 meses e prazo de amortização de oito anos, os recursos servem para as indústrias com faturamento de até R$ 16 milhões, quando o limite de crédito chega a R$ 3 milhões, e para maiores, com crédito de até R$ 5 milhões.

 

"Hoje temos apenas 1,6% da indústria com 4.0, e isso é só grandes empresas. O nosso objetivo (com a linha de crédito) é fazer que pequenas e médias empresas também acessem essas tecnologias, para ampliarmos o número de empresas 4.0 e aumente a competitividade e produtividade econômica", diz o superintendente de inovação da Finep, Newton Hamatsu.

 

Batizada de Inovacred 4.0, a nova linha de crédito faz parte do fundo Finep Inovacred, que desde 2013 já aplicou R$ 1,5 bilhão para desenvolvimento inovador de processos e produtos, sendo a Inovacred 4.0 a única voltada para linhas de produção com foco inicial na indústria e agricultura.

 

De acordo com o analista de planejamento da Finep, Eduardo Maxnuck, as taxas para acesso ao crédito são as melhores hoje para projetos de inovação no Brasil para micro, pequenas e médias empresas, já que o custo do financiamento varia entre a TJLP ou a TJLP acrescida de 1% ao ano, algo perto dos 7,5%.

 

"O percentual de financiamento de até 90%. Os projetos de digitalização são feitos a partir de empresas integradoras, com expertise para implantação de tecnologia habilitadoras na indústria 4.0. A integradora faz uma espécie de consultoria, avaliando as linhas produção e o grau de aumento para a produtividade de terminada empresa e apresenta, em seguida, um plano de digitalização", detalha Maxnuck.

Os prazos

As empresas integradoras serão credenciadas pelo Finep nos próximos 15 dias, para quem em até 40 dias, as empresas interessadas num plano de digitalização já possam tomar conhecimento das especialidades desenvolvedoras de cada integradora e procurem um agente financeiro parceiro do Finep para ter acesso ao crédito, que deve ser liberado nos próximos 40 dias.

 

"A implantação da tecnologia pode aumentar até 40% a produtividade de uma empresa, o que garante maior valor agregado. Numa simulação que fizemos com algumas integradoras, um projeto de R$ 600 mil, com as nossas taxas, passaria a custar R$ 400 mil para o tomador final. A taxa de juros faz tanta diferença que o custo cai a um terço do valor", reforça o superintendente do Finep.

 

Dos agentes de crédito parceiros, 19 em todo o País, a Finep atua no Nordeste através da Agência de Fomento do Rio Grande do Norte (AGN), a Agência de Fomento de Pernambuco (Agefepe) e o Banco do Nordeste.

 

 

 

(Fonte: Jornal do Commercio - 12/06/19)

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE