Rio de janeiro
Agenda Inovação Junho -   Julho    -     Agosto   Avançar Voltar 2017 -   2018 Avançar
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
Patentes

Notícias

Novo dispositivo em editais do CNPq exige busca de patentes

Os editais de natureza tecnológica do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) agora terá o elemento “Pesquisa em Bases de Propriedade Intelectual” no roteiro para submissão de trabalhos. A iniciativa tem meta de estimular a inovação tecnológica e diminuir as despesas desnecessárias.

 

De acordo com o chefe do Serviço de Suporte à Propriedade Intelectual do CNPq, Rafael de Andrade, a pesquisa em bancos de patentes possibilita a investigação do chamado estado da arte de uma determinada tecnologia, fundamental no início da construção de um produto e na elaboração de novos trabalhos. “Se um empresário ou órgão público de fomento pretende investir em inovação, nada pior do que reinventar a roda, ou seja, gastar dinheiro para criar algo que já existe”, avalia

 

Divulgar e propagar os dados referentes a um invento é exigência aos titulares de uma propriedade intelectual. Tais informações podem ser achadas em bases de dados disponíveis na internet. O site Espacenet, por exemplo, disponibiliza de forma gratuita mais de 90 milhões de documentos.

 

O novo item exigirá do cientista a indicação no projeto quais foram as bases pesquisadas e enumerar os depósitos, registros e patentes mais próximas com o seu estudo. Neste serviço, o proponente terá o apoio do Núcleo e Inovação Tecnológica de sua instituição. O pesquisador também terá a opção de seguir o passo a passo oferecido no site do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI)

 

Importância

A cada ano mais de 2 milhões de pedidos de patentes são depositados ao redor do planeta. Pesquisa realizada pelo Escritório Norte-Americano de Propriedade Intelectual estima que 70% da produção de conhecimento tecnológico é exclusivamente encontrada no formato de patentes.

 

O setor de estudos voltados  ao desenvolvimento de pesquisas com fins de criação de produtos já patenteados e protegidos movimenta em torno de US$ 30 bilhões.

 

“Com a inclusão da  -Pesquisa em Bases de Propriedade Intelectual - nas propostas de projetos, promoveremos a aproximação dos pesquisadores com a imensa quantidade de informação contida nas bases de propriedade intelectual. Temos a certeza de que isso trará grandes benefícios para todo o Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação”, diz Andrade.

 

Para relatar e elucidar dúvidas sobre este novo dispositivo, o CNPq criou um vídeo que aborda as bases que agrupam dados sobre patentes e outras modalidades de propriedade intelectual

 

 

 

(Fonte: Agência ABIPTI – 23/02/2017)

Destaques

10º ENIFarMed

Livro Branco da Inovação Tecnológica

Inova Talentos

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE