PROTEC

Rio de janeiro
Agenda Inovação Agosto -   Setembro    -     Outubro   Avançar Voltar 2018 -   2019 Avançar
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
Políticas Públicas e Economia

Notícias - Políticas Públicas e Economia

Após 4 anos de queda, faturamento e produção da indústria registram alta no 1º semestre

O faturamento da indústria e as horas trabalhadas na produção, assim como o emprego industrial, registraram crescimento no primeiro semestre de 2018, algo que não acontecia há quatro anos nesse período, segundo números da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgados nesta quarta-feira (1º).

 

De acordo com a entidade, o faturamento real da indústria avançou 4,4% no primeiro semestre, primeira alta para o período desde 2013 (+5%), ou seja, em cinco anos.

 

"A alta do faturamento foi influenciada pela desvalorização muito forte do câmbio [alta do dólar]. Para o mesmo valor exportado [em anos anteriores], isso gerou um faturamento muito maior [no primeiro semestre de 2018]", avaliou o economista da CNI Marcelo Azevedo.

 

Segundo o economista, esse crescimento ainda não repôs as perdas registradas nos últimos quatro anos. "É um início de recuperação que a gente acredita que vai continuar, não no ritmo desejado, porque as perdas foram expressivas nos últimos anos. É um dado importante, mas ainda há muito espaço para que retorne ao patamar de antes do início dessa crise", declarou Azevedo.

 

Emprego e horas trabalhadas

O mesmo cenário também pode ser visto no emprego industrial e nas horas trabalhadas – indicador de produção industrial.

 

O emprego teve crescimento de 0,6% no primeiro semestre, a primeira alta em quatro anos, enquanto que as horas trabalhadas na produção, com expansão de 0,9% nos seis primeiros meses deste ano, tiveram o primeiro crescimento para esse período desde 2013.

 

 

 

(Fonte: G1 – 01/08/2018)

Destaques

Livro Branco da Inovação Tecnológica

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE