Rio de janeiro
Agenda Inovação Agosto -   Setembro    -     Outubro   Avançar Voltar 2019 -   2020 Avançar
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
Políticas Públicas e Economia

Notícias - Políticas Públicas e Economia

China acelera nova lei para investimentos estrangeiros com proximidade de negociações comerciais

O Parlamento chinês votará em março uma nova lei de investimento estrangeiro que vai proibir a transferência forçada de tecnologia e a "interferência" ilegal do governo em práticas de negócios estrangeiros, informou a agência de notícias Xinhua News nesta quarta-feira.

 

O cronograma sugere que a lei deve ser formalmente aprovada pela maioria dos parlamentares, acelerando um processo que normalmente levaria um ano ou mais, à medida que Pequim se apressa para cumprir as demandas de Washington para encerrar a guerra comercial entre os dois países.

 

A sessão anual completa do parlamento, que será aberta em 5 de março, tende apenas a aprovar leis marcantes, com o restante das leis sendo aprovadas por sua comissão permanente.

 

É improvável que o Parlamento rejeite a lei, já que seus delegados são escolhidos por sua lealdade ao Partido Comunista e sua agenda.

 

O governo Trump acusou Pequim de roubo de propriedade intelectual e transferência forçada de tecnologia, exigindo mudanças e ameaçando novas tarifas desde que as disputas comerciais tiveram início no ano passado. A China repetidamente refutou tais acusações.

 

Os dois lados realizarão dois dias de negociações em Washington, começando nesta quarta-feira, as primeiras conversas de mais alto nível desde que o presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente chinês, Xi Jinping, concordaram a uma trégua de 90 dias em sua guerra comercial em dezembro.

 

 

 

(Fonte: Terra - 30/01/19)

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE