Rio de janeiro
Agenda Inovação Maio -   Junho    -     Julho   Avançar Voltar 2020 -   2021 Avançar
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
Políticas Públicas e Economia

Notícias - Políticas Públicas e Economia

Comitê Interno da FIEG traz soluções para empresas e indústrias em meio à pandemia

A inovação corporativa é um processo pelo qual empresas, incluem metodologias de inovação aberta (open innovation), que visam aprimorar seu modelo de negócio. Mas você sabia que investir nela além de ser importante para identificar novas oportunidades, mostra que sua empresa não parou no tempo e que ela continua ativa no mercado? Nesse texto você vai saber como o sistema FIEG pode ajudar você.

Para a administradora Alessandra Soares Moura de Brito, assessora executiva do Conselho Temático de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (CDTI), da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG), esse processo pode garantir bons resultados para as empresas que decidem aderir a essa ação: “A inovação corporativa é o processo pelo qual as empresas inserem na cultura organizacional o contexto de inovações em seu modelo de negócio gerando novas oportunidades de expansão e competitividade, tornando-as mais relevante no mercado”, explica.

Pensando nisso, a FIEG, oferece aos empresários, um pacote de soluções pensadas de acordo com a necessidade de cada empresa. Se trata de uma inovação transversal, a qual permite que todos os setores de uma determinada corporação, possam ser contemplados.

A assessora explica ainda a importância do processo e fala sobre a criação do comitê, capaz de sanar dúvidas e auxiliar no modelo de implantação: “Diante do atual cenário, a FIEG busca alinhar conceitos e práticas para auxiliar seus clientes, para isso criou o comitê interno de inovação com representantes das instituições SESI, SENAI e IEL GO com objetivo de mapear as demandas e apresentar soluções mais assertivas e rápidas”, pondera.

Como tem sido dito diariamente, a pandemia da Covid-19 afetou consideravelmente o mercado, prejudicando empresários e trabalhadores dos mais diversos segmentos. E medidas para conter os danos, precisam ser tomadas o quanto antes.

A assessora da CDTI ressalta a importância da retomada com responsabilidade e novas estratégias: “No contexto empresarial lidamos com uma realidade inexorável: sobre nós paira tempo de incertezas sobre o futuro e de necessárias tomadas de decisões ágeis para manter as empresas e os empregos. Considerando que o ‘agora’ pareça ser mais urgente que o ‘amanhã’, nunca foi tão crucial exercitar a inteligência exponencial. Das empresas são exigidas não apenas resiliência e criatividade, mas visão estratégica e perspectiva baseada em dados para melhor conhecimento do mercado e adaptação do negócio,” alerta.

Com o objetivo de dar respaldo as empresas, o sistema FIEG está sempre proporcionando aos seus clientes um mix de produtos e serviços, além de diversas consultorias ao empresariado, com temas relevantes ao seu negócio, tendo como parceiros os sindicatos filiados à instituição.

MAS COMO ISSO É POSSÍVEL?

A FIEG entende que investimentos em tecnologia, contribuem e podem ser decisivos para o sucesso e crescimento constante de uma empresa, principalmente neste cenário de alteração no formato de trabalho, em que a inovação está totalmente inserida. Por isso trabalhamos constantemente na:

Sensibilização e mobilização das pequenas e médias indústrias para projetos de desenvolvimento tecnológico e inovação;Realização de cursos e eventos voltados para a área da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I);Projetos de Procompi- Programa de Competitividade da Pequena Indústria, em parceria com a CNI, Sebrae e sindicatos industriais;Núcleo de Inovação de Goiás (NIG);Representação da Indústria junto ao Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia, Conselho Deliberativo da Fapeg, Conselho de Política Industrial da CNI, e outros fóruns de interesse da empresa;Promoção do Prêmio FINEP de inovação, do Prêmio Goiás de Inovação e outros.


Alessandra Brito lembra ainda os objetivos que as empresas precisam ter ao investir em inovação corporativa: “Principalmente neste momento é isso que a inovação deve promover nas empresas: revisar e simplificar processos maximizando a eficiência e a produtividade, antecipar as necessidades dos clientes e dos mercados, experimentando novas fontes de receitas, novos modelos de negócios e novas ofertas de valor”, ressalta.

E então? Acredita que a inovação corporativa pode ser uma bela oportunidade de fazer sua empresa crescer e se tornar uma referência no mercado? Fale com a gente, nós temos a solução perfeita para você.

CDTI FIEG – Conselho de Tecnologia e Inovação: 3501-0023 (Alessandra Brito);IEL – Gerência de Tecnologia da Informação e Inovação: 3216-0334 (Joel Matos);SENAI – Gerência de Tecnologia e Inovação: 3219-1498 (Rolando Vargas);SESI – Gerência de Saúde e Segurança para o Trabalhador da Indústria:
3219-1741 (Bruno Godinho).

 

 

 

 

(Fonte: G1 - 14/05/20)

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE