Rio de janeiro
Agenda Inovação Outubro -   Novembro    -     Dezembro Voltar 2018 -   2019 Avançar
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
RETS

Notícias - RETS

Novas tecnologias conquistam espaço no agronegócio

O gerenciamento do agronegócio será cada vez mais impactado pelas novas tecnologias. Elas vêm sendo cada vez mais aliadas a produções agrícolas sustentáveis, através da chamada Bioeconomia, que promove o uso inovador de recursos renováveis e biológicos.

 

Sylvia Wachsner, coordenadora do Centro de Inteligência em Orgânicos (CI Orgânicos) da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), acredita que o maior benefício gerado pela incorporação de soluções de Tecnologia da Informação (TI) no agronegócio é garantir maior transparência em toda a cadeia produtiva. Um grande exemplo disso é o sistema Blockchain, que armazena informações por meio de algoritmos e favorece a gestão em tempo real de transações e do financiamento da cadeia de suprimentos, garantindo uma maior transparência.

 

Outro setor da Bioeconomia que apresenta grandes perspectivas de crescimento é a agricultura de precisão. Ela se baseia na utilização de recursos tecnológicos avançados, tais como mapas, sensores agronômicos, GPS e máquinas conectadas que permitem o acompanhamento das condições de cultivo nas propriedades.

 

A agricultura de precisão também se torna mais eficiente, já que proporciona um gerenciamento específico em resposta às condições apresentadas em áreas que requerem intervenção. Sylvia acrescenta que esse sistema de produção também reflete em economia. “Ela tem impacto na redução dos custos de produção, na melhoria da gestão dos insumos químicos e no incremento na produtividade”, salienta.

 

A coordenadora ainda ressalta as vantagens que Internet das Coisas (IoT) está trazendo para o agronegócio. Com um sistema que envolve uma série de itens conectados à internet e se comunicando mutuamente, o IoT traz facilidade para coletar e transmitir dados. “O IoT tem a capacidade de coletar informações no campo e construir uma base de dados, que são analisados e posteriormente podem gerar ações a serem implementadas”, conclui.

 

 

 

(Fonte: Agrolink – 15/03/2018)

Destaques

Livro Branco da Inovação Tecnológica

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE