Rio de janeiro
Agenda Inovação Junho -   Julho    -     Agosto   Avançar Voltar 2017 -   2018 Avançar
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
SENAI

Notícias

Brasil e Espanha assinam acordos em áreas que envolvem pesquisa e tecnologia

Os governos do Brasil e da Espanha assinaram nesta segunda-feira (24) cinco atos de cooperação em quatro diferentes áreas, que envolvem colaborações em pesquisa e desenvolvimento tecnológico. Elas são: diplomacia, cooperação econômica-comercial, recursos hídricos, infraestrutura e transportes. A assinatura dos acordos ocorreu durante a visita oficial do presidente espanhol, Mariano Rajoy, ao Palácio do Planalto.

 

Com relação à formação de diplomatas, as duas nações acertaram que haverá intercâmbio de informações e experiências sobre programas de estudo, pesquisa e atividades voltadas ao treinamento. Além disso, será promovido contato entre estudantes, diplomatas, professores, funcionários, especialistas e pesquisadores. O intercâmbio se estende ainda às publicações nacionais e internacionais em áreas de interesse de ambas as nações e às tendências e ferramentas relativas à educação informatizada.

 

Em infraestrutura e transportes, os ministérios dos Transportes, Portos e Aviação Civil e o de Fomento da Espanha assinaram memorando de entendimento que prevê intercâmbio de experiências e pesquisas, além da assessoria e assistência técnica na preparação de projetos. O acordo determina também cooperação nas áreas de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, intercâmbio de especialistas, organização de eventos como reuniões, simpósios, oficinas de trabalho e conferências, e parcerias em programas de cooperação e projetos piloto.

 

Já a cooperação relacionada a recursos hídricos, assinada entre as pastas da Integração Nacional do Brasil e da Agricultura e Pesca, Alimentação e Ambiente da Espanha, concentra-se em áreas técnicas e tecnológicas e busca promover um elevado nível de proteção ao meio ambiente com base no desenvolvimento sustentável. As ações de cooperação se estenderão à revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, à gestão de secas, à utilização de recursos hídricos não-convencionais, entre outras.

 

Por fim, para facilitar e desenvolver a cooperação econômica e comercial entre os dois países, os ministérios da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) do Brasil e o da Economia, Indústria e Competitividade da Espanha assinaram um acordo com uma série de diretrizes. Entre elas, intercâmbio de informações e experiências; compartilhamento de boas práticas e procedimentos; colaboração em iniciativas e projetos de interesse e benefício mútuo; organização e participação de encontros, seminários, workshops e conferências.

 

O fluxo de comércio com os espanhóis somou US$ 5,2 bilhões no ano passado. Dona de um investimento que soma quase 7% de seu Produto Interno Bruto (PIB) no país, a Espanha injetou US$ 819,4 milhões na economia brasileira nos primeiros três meses do ano.

 

Mais iniciativas

Em relação às demais parcerias firmadas entre Brasil e Espanha, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, adiantou que a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) prepara uma chamada pública com o Centro para Desenvolvimento Tecnológico Industrial (CDTI), da Espanha. O objetivo é apoiar projetos inovadores a serem realizados por consórcios que reúnam empresas e instituições de ciência e tecnologia (ICTs) brasileiras e espanholas.

 

Em março, Finep e CDTI firmaram ainda a decisão de estabelecer fluxos de intercâmbio de pessoal técnico entre suas sedes, no Rio de Janeiro e em Madri, para troca de conhecimento sobre metodologias e práticas de apoio. Outra parceria prevê a colaboração entre as ICTs integrantes do Sistema Nacional de Laboratórios em Nanotecnologia (Sisnano) e do Imdea Nanociencia, unidade do Instituto Madrilenho de Estudos Avançados (Imdea).

 

O terceiro convênio destacado pelo ministro inclui a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e concentra-se na formação de recursos humanos, por meio do financiamento de bolsas de estudo. "Esses convênios vão proporcionar investir recursos em questões específicas, que efetivamente devem contribuir para gerar soluções de infraestrutura aos dois países, com modernizações, aperfeiçoamentos e técnicas de produção", disse Kassab.

 

 

 

(Fonte: Agência ABIPTI – 25/04/2017)

Destaques

10º ENIFarMed

Livro Branco da Inovação Tecnológica

Inova Talentos

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE