Rio de janeiro
Agenda Inovação Dezembro -   Janeiro    -     Fevereiro   Avançar Voltar 2018 -   2019 Avançar
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
SENAI

Notícias

STARTUPS: INVESTIDORES-ANJO BRASILEIROS INVESTIRAM R$ 984 MILHÕES EM 2017

As startups brasileiras têm recebido mais apoio dos investidores-anjo (pessoas físicas que apostam no sucesso de uma empresa). É o que afirma uma pesquisa divulgada hoje (22/8), em São Paulo, pela Anjos do Brasil, durante o Congresso de Investimento Anjo. Segundo Cássio Spina, presidente da entidade, os “anjos” aportaram R$ 984 milhões nas startups em 2017 — o valor é 16% maior quando comparado ao ano de 2016.

 

Os anjos investem, em média, R$ 130 mil nas startups que decidem apostar. O valor, que parece alto para a realidade brasileira, ainda é bem baixo quando comparado à média do investimento-anjo do mercado americano. Lá, as startups costumam receber cerca de US$ 82 mil — cerca de R$ 330 mil.

 

O Brasil, diz a pesquisa, tem cerca de 7,6 mil investidores-anjo. Desse número, apenas 10% são mulheres.

 

Os investimentos foram impulsionados por dois movimentos no país, afirma Spina: o primeiro é a redução da taxa de juros. O segundo foi a aprovação da Lei Complementar 155/2016. A legislação dá maior segurança jurídica ao investidor, que não tem que arcar com processos trabalhistas caso o empreendimento não dê certo.

 

Durante o evento, Spina ressaltou que a Lei 155 foi positiva, mas que ela ainda precisa de ajustes para incentivar ainda mais o setor de investimento-anjo.

 

“Precisamos aprimorar o que for para não ter o risco de estagnar o crescimento do investimento-anjo em startups no Brasil", afirmou.

 

 

 

(Fonte: Pequenas Empresas & Grandes Negócios – 22/08/2018)

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE