Rio de janeiro
Agenda Inovação Dezembro -   Janeiro    -     Fevereiro   Avançar Voltar 2018 -   2019 Avançar
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
SENAI

Notícias

Investimentos em inovação disparam no Estado de São Paulo

A vocação inovadora do Estado de São Paulo se confirma, inclusive, por meio dos números. Desde 2009, a Desenvolve SP, agência de fomento estadual, teve papel importante no processo de amadurecimento, e multiplicação, dos projetos de inovação das pequenas e médias empresas (PMEs) paulistas. Ao longo de quase 10 anos de atividade, a instituição viu seu volume de financiamentos direcionados a essa finalidade crescer gradativamente e, somente entre 2017 e 2018, aumentar em mais de 30%, devendo ultrapassar a marca dos 60 milhões em desembolsos no acumulado deste ano.

 

São números representativos. No acumulado geral (desde 2009), a agência já soma a cifra de R$ 171,9 milhões em financiamentos inovadores. Deste montante, R$ 9,5 milhões foram destinados para empresas do setor de comércio, R$ 52,2 milhões para indústria e R$ 110,1 milhões para o setor de serviços – de longe o que mais investe em soluções criativas.

 

“Incentivamos a inovação nas PMEs oferecendo condições de crédito favoráveis para que elas cresçam e se tornem cada vez mais competitivas. Mais do que um desafio, esta tem sido nossa estratégia para fomentar a economia do Estado de São Paulo”, destaca Álvaro Sedlacek, presidente da Desenvolve SP.

 

A instituição passou a operar linhas dedicadas exclusivamente a projetos de inovação a partir de 2013. Em paralelo, para incentivar ainda mais a cultura empreendedora, também passou a percorrer o Estado com os eventos do “Movimento pela Inovação”, que busca aproximar a produção acadêmica do mercado.

 

“Em um esforço conjunto com as principais instituições brasileiras de apoio ao segmento, como IPT, Fapesp e Finep, levamos informação e consultoria gratuita para acadêmicos e empreendedores transformarem ideias disruptivas em negócios de sucesso”, diz Sedlacek.

 

Desde então, os financiamentos para inovação em São Paulo não pararam de crescer. O grande “boom” aconteceu em 2016 e, mesmo o Brasil vivendo a pior recessão da sua história, a Desenvolve SP registrou um crescimento de quase 50% na busca por crédito para inovação em relação ao ano de 2015.

 

“É também nos momentos de crise que as empresas encontram oportunidade de inovar e ganhar um diferencial. Porém, mesmo quando falamos de startups, é preciso levar em consideração a maturidade e a viabilidade do projeto, bem como o potencial do mesmo em alavancar o mercado. Esse é nosso papel enquanto agência de fomento”, completa Sedlacek.

 

Empresas de serviço são as que mais inovam

Ao longo deste ano, o destaque do setor de serviços se confirma, assim como nos anos anteriores. Até o final de dezembro terão sido desembolsados mais de R$ 24 milhões em financiamentos para empresas do segmento.

 

Uma delas é a “Contador Amigo”, startup paulista do ramo de fintechs que tem como objetivo ajudar o pequeno empresário a fazer a contabilidade da própria empresa, de forma remota, e sem a necessidade de um contador. A ferramenta desenvolvida pela empresa recebeu seu primeiro financiamento, por meio da Desenvolve SP, em 2016, e hoje é considerada uma das pioneiras do país a oferecer esse tipo de serviço.

 

Outra empresa que desenvolveu uma ferramenta inovadora e ganhou destaque no mercado da educação é a Palo Tecnologia, de São José dos Campos, que criou uma plataforma de comunicação para facilitar a comunicação das escolas com os pais, melhorando, inclusive, a participação das famílias nas atividades realizadas dentro das instituições de ensino, sejam elas da rede pública ou privada.

 

 

 

(Fonte: Canal Executivo - 12/11/18)

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE