Rio de janeiro
Agenda Inovação Agosto -   Setembro    -     Outubro   Avançar Voltar 2019 -   2020 Avançar
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • D
  • S
  • T
  • Q
  • Q
  • S
  • S
  • 01
  • 02
  • 03
  • 04
  • 05
  • 06
  • 07
  • 08
  • 09
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
SENAI

Notícias

Nova tecnologia detalha mudanças genéticas em transgênicos

Pesquisadores do Instituto Salk mapearam os genomas e epigenomas de linhas de plantas geneticamente modificadas (GM) com a mais alta resolução para revelar exatamente o que acontece em um nível molecular quando um fragmento de DNA externo é inserido. Suas descobertas, publicadas na revista PLOS Genetics em 15 de janeiro de 2019, mostram os métodos de rotina usados para modificar plantas e oferecem novas maneiras de minimizar com mais eficiência possíveis efeitos que não eram esperados.

 

"Este foi realmente um ponto de partida para demonstrar que é possível usar o mapeamento mais recente da tecnologia e sequenciamento para monitorar o impacto da inserção do gene no genoma da planta", diz Howard Hughes, Professor no Laboratório de Biologia Celular e Molecular do Salk e Diretor do Laboratório de Análise Genômica.

 

O mapeamento óptico revelou que as plantas tinham entre uma e sete diferentes inserções ou rearranjos em seus genomas, com um tamanho quase dez vezes maior. O sequenciamento de nanoporos e a reconstrução dos genomas de duas linhas confirmaram as inserções em uma resolução de uma única letra, incluindo segmentos completos de DNA que foram trocados (ou translocados) entre os cromossomos em uma das linhas selecionadas.

 

Nesse cenário, as próprias inserções genéticas mostraram uma variedade de padrões, com o fragmento de DNA inserido às vezes misturado, invertido ou mesmo silenciado. "Este estudo não foi possível até um ano atrás. O sequenciamento de nanoporos, que alguns chamam de 'santo graal' do sequenciamento de DNA, revolucionou a leitura até mesmo das regiões mais complexas do genoma que eram completamente inacessíveis e desconhecidas até agora”, indica.

 

 

 

(Fonte: Agrolink - 28/01/19)

Instituições Associadas

ABIFINA
ABIMO
ABINEE
ABIQUIM
ALANAC
FIEMG
IPD FARMA
SEBRAE